quinta-feira, maio 17

O lado positivo da candidatura (e de uma possível vitória) de António Costa

António Costa, assumiu em 2004 o cargo de eurodeputado pelo PS. Passado algum tempo, José Sócrates vence as eleições legislativas em Portugal. O eurodeputado Costa abandona Bruxelas para entrar no executivo. Dois anos depois, são convocadas eleições em Lisboa, o ministro António Costa abandona o governo para ser o candidato socialista à autarquia de Lisboa. Bem vistas as coisas, não existe grandes garantias, caso António Costa vença as eleições, que este cumpra o seu mandato até ao final.

2 comentários:

Ricardo disse...

Viva,

Como Fernando Negrão também tem esse lado positivo, talvez seja melhor votar Roseta ;)

Abraço,

Bruno Gonçalves disse...

"Como Fernando Negrão também tem esse lado positivo, talvez seja melhor votar Roseta ;)"

Essa é, como os ingleses dizem, uma tricky question. Não caio na armadilha... ;)